terça-feira, 1 de abril de 2014

Goma Guar Quaternizada aplicada em Cosméticos!


Introdução


Goma Guar é um hidrocolóide clássico,  e extraído do endosperma  (parte da semente) do vegetal de espécie Cyamoposis psoraloides ou tetragonolabus, originária da Índia e do Paquistão.
É  usada principalmente como espessante em alimentos e tem a mesma ação em extração de petróleo, onde a formação de fluxos viscosos é essencial para os vários tipos de processos.
Seguem 2 links nos quais eu já postei  sobre cada um destes temas:
O curiosidade deste blogueiro,  especializado em alimentos,  frequentemente o transporta para outros mercados, e que em suas mais recentes andanças,  descobriu a Goma Guar Quarternizada.
Aplicada principalmente em condicionadores capilares com a função de espessamento,  peculiar característica desta goma, e proporcionar  maciez ao cabelo, fato este que despertou  meu interesse em  estudar sobre o assunto.


Processo de Quaternização


Goma Guar Quaternizada / Catiônica com um grupo funcional Quaternário de Amônio, tem sido largamente utilizada em produtos de beleza com propriedades espessante e condicionante, ou resumindo dá corpo na  loção condicionadora  e age como agente condicionante no cabelo.
A reação química consiste em introduzir cargas positivas/ elétrons a Goma Guar usando o Quaternário de Amônio , reagente responsável pelo  ionização do polímero.
Estes reagentes são na grande  maioria sais de quaternário de amônio com grupos laterais reativos.


Os condicionadores geralmente apresentam em sua composição tensoativos catiônicos de sais quaternários de amônio, que diminuem a repulsão dos fios molhados  carregados negativamente. Os condicionadores eliminam ou, pelo menos, reduzem a repulsão dos fios carregados negativamente, tornando mais fácil penteá-los.        
Além disso,  suas moléculas são caracterizadas por uma longa cadeia apolar e um grupo funcional polar. A parte ativa da molécula dos condicionadores é um cátion (─NH3+):



Figura 1

Os detergentes (compostos que limpam especialmente sujeiras de óleo e graxa), incluindo o xampu, são também tensoativos, porém, do tipo aniônico. Assim, quando a pessoa utiliza o xampu, seu cabelo fica eletrostaticamente carregado, em razão da repulsão entre as moléculas negativas carregadas, aderidas ao cabelo. Os fios carregados negativamente repelem-se, embaraçando-se uns nos outros e adquirindo um aspecto áspero e arrepiado.


Figura 2

Por isso, é necessário passar o condicionador depois de lavar os cabelos com xampu. Geralmente, esse composto apresenta na sua composição surfactantes de sais quaternários de amônio, pois ele apresenta quatro grupos ligados ao nitrogênio com carga positiva. Abaixo é mostrado o mais usado:


Figura 3

Os íons carregados positivamente aderem aos fios (cadeia polar) e também aos tecidos , formando uma camada uniforme que tem forte atração pela água. É por isso que os fios ficam mais úmidos, reduzindo a fricção dos fios, tornando-os mais fáceis de pentear. Os tensoativos catiônicos também possuem grande afinidade com a queratina dos fios do cabelo, tornando-os mais macios e brilhosos.
Os tensoativos catiônicos possuem também ação bactericida. Por serem irritantes à pele, eles não são usados em produtos para o corpo, mas somente em cremes para os cabelos e amaciantes de roupas. 




2 comentários:

  1. Muito bom o post, estou pesquisando muito sobre a goma guar e benefícios no cabelo.
    Com certeza que eu vou comprar.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, parabéns. Estou pesquisando sobre espessantes e gostei bastante do material!!

    ResponderExcluir